domingo, agosto 07, 2005

Tradução

À sombra das neuroses
Peregrinando de mar em mar
Em busca da onomatopéia cintilante

Apenas monossílabos pronunciei
Somente frio pude sentir
Encarcerada pelas asas da borboleta
que volta e meia voltava aqui
para cheirar o cangote da rosa
e sussurrar aos ouvidos do cravo

E nem mesmo a estrela vadia,
Aquela que evaporou do telhado
Só porque viu o sol brilhar,
Terminou de pintar com sua aquarela

Aqui, neste submundo desnutrido e torto,
Onde a cor e o perfume das adversidades
Deixam as bailarinas tontas
Até a erudição do bem-te-vi
Voou pela janela
Porque ele não traduziu o amor
e ninguém falará por ele.


(Pedi um poema à Manú. Recebi essas linhas, que são as favoritas dela e fiquei feliz por um instante eterno. A Manu, minha querida tatuzi Pagu, foi o grande achado... Ela, que tanto se parece comigo, guarda no fundo do olhar a nossa paixão pela vida e por tudo que ainda vamos conhecer. Dá vontade de pegar estrada e ir on the road... Temos guardado risos e lágrimas para as nossas futuras descobertas. Um beijo, não precisa dizer que tudo que fazes tem ressonância em mim. Janaína Tarsila Lobo)

8 comentários:

Pagu disse...

Jana.. brigada por se dispor a me "alfabetizar"..!!!!
eu adoro fazer parte do seu mundo.

Te amo tuzi.

alexandra disse...

apareci jana...e como não aparecer...adorei a cara de papel antigo...já aproximei papéis do fogo pra dar a eles essa cara de antigo...esse amarelado...é engraçado um blogger(??????) ter cara de papel...o zine tava montado no A3 mas tive dificuldade com a xérox nesse formato e acabei desistindo da montagem...ele tá no lixo...de qualquer maneira queria que você olhasse seu texto antes de sair pra saber se tá tudo ok...te gosto sabia???...não gostei do absinto...tem gosto de listerine e não escrevi nada...quase peço meu dinheiro de volta...tô vendo o tamanho desse comentário e só posso pensar que falta oportunidade pra gente...sempre se encontrando por um tempo mínimo pra tanto carinho
...preciso do papel pra ter uma relação também de carinho com as tuas poesias...vou imprimir...beijus

Rodrigo disse...

já descobri que se mando e-mail vc n responde. quero que saiba que as suas mensagens são as mais bonitas que recebo mesmo n entendendo quase nada. gostei do poema da sua amiga.
um enorme beijo
e vai ter greve. mais uns dias em casa

Pedro disse...

Alô minha aluna!
como é que tu não me dá o endereço do teu blog? Que coisa feia, só fico sabendo pelos outros! Não gostei disso! Como está de saúde? Disposta para voltar ao batente? Então te espero amanhã às 17h30, na EMEM. Tenho surpresa para ti! Tem uma música maravilhosa que é a tua cara.
Abraço do amigo

Eduardo gaspar disse...

Olha eu aqui Jana. Belas letras. To deixando meu flog. Abraços.

bruno disse...

blz?

passando pela 1 vez!!!

reuben disse...

tatibitati

reuben disse...

Ela é mais bonita que a frida.