terça-feira, agosto 02, 2005

Para Ricardo Netto, o tatu que me ensina como ir

Que olhas ao longe?,
Imagino
Teu traçado,
Pinto e desmancho
Monge pelo asfalto
Assalto na manhã
(não saí de casa)

estou aqui e não partirei
não partirei
não part
rei

4 comentários:

Rodrigo disse...

Oi. Passei pra espiar seu blog. Sou amigo do Otávio, que estuda com vc. Ele sempre me dá seu zine, que é bom tb. Faço medicina e sempre olho vc pela biblio, mas ainda não tive coragem de ir puxar papo, vc está sempre concentrada e tenho medo de atrapalhar. Tenho visto vc lá reviver, são as férias, né??? Eu gosto do que vc escreve, fico com um poema da Janis joplin na cabeça. talvez um dia eu crie coragem e vou lá falar com vc. Eu gosto de Fernando pessoa e vc? Vai ter um espetáculo sobre ele lá na companhia paulista, no andar de cima. Fica o convite. Esse é meu e-mail. No aguardo do sinal de fogo.

Anônimo disse...

jana, num sei mexer nisso naum... tô com saudade de ti e outro dia tava pensando pq que eu gosto de ti:

as minhas conclusões:
1. tu é a única que atende meu telefonema e me chama de feiosa antes do alô
2. tu é a única que me chama de triangular porca rosa
3. já te conheço desde a época das fraldas (menina, já são 17 anos de convivência)
4. tu é a amiga mais inteligente q eu tenho
tu é amiga de márcio e eu acho o márcio o máximo
5. eu gosto do q tu escreve, mas bota uns da nossa época de escola

tá bom. beijocas da thonty

chacarera blues disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
chacarera blues disse...

Oba, oba, poema novo!
Adoro poema novo!!!