quinta-feira, abril 20, 2006


ouvindo nocturne, do haden

são apenas alguns dias em que tudo que estiver por perto
não estará tão mais perto que teu sorriso adormecido ao meu lado
e eu ousarei agarrá-lo para que se congele esse riso-sem-querer,
porque eis que no inverno todas as flores se desabrocharão com o raio de luz que escapa dos teus olhos,
o mar-lilás que busco todos os instantes em que não estás tão perto como a chuva que me molha
os olhos que te procuram pelo mar-lilás
tateando a boca ainda não tocada pelo adormecido / anunciando o amante que haverá o
dia de descobrir o que há pelo teu corpo que ainda não foi
decifrado
escutando por dentro a melodia que afaga as borboletas que estarão em volta
aos rodopios que darei quando estiver bem perto...


(e estaremos mergulhados na doçura de todos os pensamentos que traçamos antes de estar mais perto)

***
ao tatu que tanto me ensina... tenho pensando no quanto já aprendi com ele, quase sem querer. a maior de todas as lições é que tudo é possível... e eu o amo da maneira mais impossível que poderia imaginar. o poema é para ele e dele. e eu acho que tu não comentares no blog, para não marcar território, é bobagem...

10 comentários:

esperandogodot disse...

o que há pelo corpo e que nunca foi decifrado sempre fica pra depois... afinal, a ficção também haje sobre ele.

chacarera blues disse...

Sou só suspiros nesses céus de abril.
Enquanto isso, espero os ventos de maio...

carolina disse...

tatu, esse apelido é bonito pq é tão familiar. papai chamava os guris (eu e o fré) assim. vim pra te ler e dizer q os teus ouvidos são um dos melhores q já encontrei. com selo do inmetro e não sei quantos 'isos'. haha. ve se tu vem pro chico com a gente, pois parece q vai rolar

pedro pan disse...

, entre borboletas & sorrisos. instantes mágicos. para sempres mágicos... é o que se espera.
|beijos meus|

carolina disse...

furona.
comprou fitas?? êbaaaa!!!
eu to com umas ideiazinhas loucas, minha cabeça ainda vai me pirar...
bjo

carol viana disse...

... chegou de repente, no fim da viagem, agora já não dá mais, pra voltar atrás" me lembrou você! beijos querida.

eSQCer disse...

É a mais doce declaração de amor que já li!

jorgeana disse...

não conheço mas gostaria de conhecer..dá para apresentar? quero me apaixonar literariamente também...é sempre prazeroso estar aqui no seu blog, beijos!

Anônimo disse...

marco território sim. aliás, não me importo em fazer questão

fabio jardim disse...

que mágico!!