quinta-feira, abril 06, 2006

Som over

Depois de um sôfrego dia, a bailarina esconde as sapatilhas e o espartilho na gaveta, como quem esconde um revólver ou um material erótico. Uma fuga sem razão, ilícita e desprovida de desejo. Ela fecha meticulosamente o compartimento, coloca Miles Davis na vitrola, dança em frente ao espelho que reflete um tímido olhar e pensa que a loucura é companheira da angústia. São 10 anos de solidão e a bailarina dança lançando olhares para ela mesma onde se encontra a multidão de uma platéia silenciosa. Olha o relógio e pega o primeiro livro de poemas, uma escritora qualquer que nem sabia pronunciar o nome. Lê a página 256 e ri desgraçadamente por não saber o motivo do riso.

dose medida pela
idas da noite
vigia de mim mesma
sobre a testa estampada o
desespero de uma tela
era munch
e seu segredo
manchado sobre o vestido
nos idos de um tempo
sem nuvens
céu claro
que não sabia
a maresia
e escondia debaixo do colchão
som overdose
de angústia


Fecha o livro e imagina a fantasia do próximo espetáculo para ninguém...

10 comentários:

reuben disse...

live around the world, live, uh babe, live.

carolina disse...

e quando a gente não sabe dançar?

andre disse...

ipi ipi ipi uha!!! ipi ipi ipi uha!!! eu vou eu vou eu vou...pode me esperaaaarrrrrrrr

ricardo santos disse...

imagino todos os gestos que o espelho guardou dentro de si explodindo o vidro em busca de quem os lançou no frio reflexo

carolina disse...

jaaaaaaaaana, eu só te encontro ocupada nesse msn menina! saimos com uma teoria boa a teu respeito: tu é uma alucinação coletiva!
hahaha!
cade meu cd?bobona...

eSQCer disse...

Que linda bailarina essa! Enquanto ela ri, nós nos encantamos mais com sua beleza quase divina!

o caminho do meio disse...

nos momentos de solidão a companhia da música e um bom livro são a receita.
esqueci de sábado... mas eu vou aparecer. te amo!

carolina disse...

ei minha sumida predileta, estou com o vídeo do Django em mãos pra te dar. segunda?

vini disse...

tu sabes gerar imagens como ninguém. me fascina profundamente.

pedro pan disse...

, bailarinas sempre lindas. e esta sorri desgraçadamente. espetáculo para ninguém... muito bom.
|beijos & feliz páscoa|